Questions? Feedback? powered by Olark live chat software

Site ou Rede Social, o que é mais indicado para sua empresa?

Sempre que eu posso reforço a tese de que as empresas deveriam focar primeiro em ter um site, ao invés de apenas perfil nas redes sociais. Vou explicar porque neste post. Vale dizer de antemão que este texto não é uma fórmula para seguir à risca, mas um pouco do que aprendi nos últimos 8 anos otimizando, atualizando e auxiliando a desenvolver sites e blogs.

Um site bem construído pode ir além da função de reforçar sua marca na internet. Ele pode servir como o ponto de contato da sua empresa com o público que pretende atingir. Abaixo seguem alguns pontos imprescindíveis em um site, ao meu ver.

  • uso de palavras-chave condizentes com o público que pretende atingir;
  • ser responsivo (acreditem, tem muitos sites que ainda não são);
  • apresentar pontos de conversão (espaços para os usuários conseguirem conteúdos mais aprofundados. É o momento ideal para você obter informações de contato de potenciais clientes);
  • ter um ambiente com conteúdos que ajudem os usuários (um blog, fórum, ambiente de notícias, espaço com cases, FAQ, etc);
  • ser rápido (se não abrir em poucos segundos, o usuário desiste de esperar);

apresentar diferenciais que façam os usuários voltarem.

5 segundos. Este é o tempo que seu site tem para explicar sobre seu negócio. Não estou inventando moda, já existem estudos que comprovam esta teoria dos 5 segundos. Design atrativo, facilidade na navegação, velocidade de abertura, técnicas de SEO (otimização de ranqueamento em mecanismos de busca) e tantos outros pontos podem ajudar você a obter mais resultados através de seu site.

Redes Sociais

O paizão do Marketing contemporâneo, Philip Kotler, que acaba de lançar o livro Marketing 4.0: Moving from Traditional to Digital, sempre reforçou a tese a seguir.

“A coisa mais importante é prever onde os clientes vão e parar na frente deles”.

Vamos tomar como exemplo o Facebook, que possui mais de 99 milhões de usuários no Brasil. Considerando que a população brasileira é de aproximadamente 206 milhões de pessoas (IBGE) da pra dizer que quase metade dos brazucas está no Face. Se devemos estar onde nossos clientes estão, e de preferência surpreendê-los (o Kotler que disse), estes números são fortes indícios de que o Facebook é um ambiente bem interessante para as empresas.

Além do Face, outros meios como WhatsApp, Instagram, Linkedin, Youtube, etc se apresentam como opções para considerarmos. Mas calma, também não adianta estar em TODAS as mídias. Tudo vai depender do segmento de negócio que sua marca está envolvida, do público que pretende atingir, e de encarar o ambiente digital de forma profissional. Minha sugestão é sempre começar pequeno e aos poucos expandir. Até porque existe uma demanda para cada uma dessas redes sociais. Conteúdo, imagens, interação com os usuários, conversão, publicidade e por aí vai. Então vale pensar se sua empresa realmente tem fôlego para manter ações frequentes em cada espaço digital.

Site x Redes Sociais

Para efeitos de comparação entre site e redes sociais, como já citei lá no início deste artigo, é sempre interessante começar pelo desenvolvimento de um site. As redes sociais podem ser utilizadas como canais para fortalecer sua presença digital, mas neste caso eu chamaria de canais adjacentes. Ok, podem existir alguns exemplos de sucesso de marcas que conseguiram iniciar em uma rede social e posteriormente expandir. Ainda assim, vale pensar em estruturar um site já no início das suas operações digitais.

O site é um ambiente que você domina 100% do conteúdo. Neste caso você não fica dependendo das regras impostas pelas redes sociais. Se o Facebook adicionar uma nova funcionalidade para ajudar sua empresa, ótimo. Mas se for uma mudança que dificulte de alguma forma sua marca?

Resumindo, as redes sociais podem ter um papel bem significante para fortalecer o engajamento da sua empresa na internet, propor interações com os públicos de interesse e canalizar o tráfego para seu site ou blog. Mas concentrar sua estratégia apenas neste tipo de mídia, pode limitar bastante seus resultados.

Independente de ter um site ou estar presente em determinadas redes sociais é altamente indicado organizar sua estratégia através do Planejamento Digital. É uma etapa para delimitar objetivos, público/personas, calendário de conteúdo, cronograma de ações, metas e análise. É o momento para integrar suas ações de marketing digital e focar em resultados mais intensos.

Agora fiquei curioso:

– Sua empresa planeja as ações digitais de forma integrada? Utiliza site, blog, redes sociais?

Comente sobre suas estratégias.