Escolha uma Página

As empresas de tecnologia, no geral,  oferecem soluções tecnológicas para os negócios e também para os indivíduos, tendo em vista a otimização da gestão de equipes, vendas ou mesmo a qualidade de vida das pessoas. Em 2018, o Brasil tinha 195 mil empresas de tecnologia. Em 2020, o cenário deve apresentar alta de quase 5% de acordo com levantamentos do setor. Neste artigo você vai acompanhar como implementar o Marketing Digital para empresas de tecnologia.

Com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o setor de tecnologia passou a ser cada vez mais importante, uma vez que, devido ao distanciamento social, videoconferências, telemedicina e outras ferramentas se tornaram necessárias. Grandes companhias desse mercado dispararam na Bolsa após o início da pandemia, chegando a valer bilhões.

No mês de março, o Ministério da Saúde regulamentou a telemedicina e receitas digitais como uma atitude emergencial. Por consequência, mais de  1,6 milhão de pacientes receberam receituário digital no primeiro trimestre de 2020. A medida foi tomada no sentido de evitar com que os pacientes saiam de casa e aumentem o risco de contaminação do coronavírus. 

Mais pessoas e empresas irão consumir tecnologia

Não é só a medicina que está usando ferramentas de consultas virtuais. De acordo com pesquisa do Gartner, os gastos com videoconferência no mundo devem crescer quase 25% em 2020. Mesmo após o fim das medidas de isolamento, as videochamadas irão continuar em alta, representando 75% das reuniões até 2024. Nesta linha é possível entender a expansão dos recursos de conferência do Google, que cresceu mais de 60% depois que a pandemia começou, enquanto a receita da Dell ultrapassou as expectativas no primeiro trimestre.

A presença online estará cada vez mais fortalecida e a tecnologia presente em tudo: seja na reunião de trabalho, na consulta médica, no pedido do restaurante e até no aplicativo para fazer exercícios. Mesmo depois que a situação atual passar, tudo indica que as pessoas irão preferir os serviços digitais para facilitar o seu dia a dia. Seja devido à comodidade ou para manter a qualidade de vida, é possível que o meio digital permaneça cada vez mais presente no cotidiano dos indivíduos, ainda mais segundo alguns estudos que apontam que outras pandemias podem surgir. Diante de tudo isso, as empresas de tecnologia têm bastante potencial, desde que apresentem um foco definido e desenvolvam uma boa presença de marca.

Nem todas empresas de tecnologia exploram o meio digital

A alta demanda por serviços tecnológicos facilita o surgimento e crescimento das empresas de tecnologia. No entanto, investir no fortalecimento de marca é o que vai ajudar tais empresas a se destacarem no mercado. Mas não basta apenas existir e fazer um bom serviço, é preciso ser visto e reconhecido. É aqui que entra em cena o Marketing Digital, em especial o Marketing Digital para empresas de tecnologia.

As estratégias de Marketing Digital vão desde a coleta e segmentação de dados até a linguagem e anúncios direcionados. As empresas que estabelecem uma presença digital passam a fazer parte do cotidiano do público-alvo, ocupando um lugar inclusive no subconsciente dos potenciais clientes. Muitas vezes os anúncios nas plataformas online apresentam investimentos bastante competitivos, permitindo uma segmentação e mensuração mais assertivas. Além disso, você consegue se comunicar melhor com os clientes e entender as necessidades deles, podendo assim aprimorar seus serviços e vender ainda mais.

O que é Marketing digital?

O Marketing Digital é tudo aquilo que envolve aplicação de estratégias de comunicação para a divulgação de marcas utilizando a internet. Esta estratégia inclui conteúdo para redes sociais, anúncios, e-books, webinars, artigos para blog, e-mail, entre outras ferramentas, canais e formatos de conteúdo. As técnicas de Marketing Digital podem ser personalizadas de acordo com o objetivo: fazer uma empresa se tornar conhecida, vender mais, fortalecer uma marca, etc. A segmentação do público permite utilizar diversas linguagens e anúncios que alcançam quem realmente pode se interessar pelo seu produto ou serviço.

Existem diversas marcas que alcançaram bastante sucesso, por meio do Marketing Digital, em vários segmentos. A Sallve no setor de beleza, a Magazine Luiza no varejo, a Netflix Brasil e por aí vai. As empresas de tecnologia podem ampliar os seus lucros investindo em estratégias digitais. Um dos pontos mais interessantes para se pensar é a educação com relação aos produtos e serviços que serão oferecidos. É que dúvidas e questionamentos são comuns quando o assunto envolve soluções tecnológicas. A partir do momento que seu cliente compreende seu produto e entende a necessidade de adquiri-lo, as demais ações da sua empresa se tornam ainda mais efetivas.

Para exemplificar um pouco mais sobre a atuação do Marketing Digital para empresas de tecnologia vamos citar a seguir uma série de metodologias, ferramentas e canais, tudo para você explorar a internet de forma profissional. Acompanhe abaixo.


Redes Sociais

Você deve ter percebido como as Redes Sociais têm se popularizado nos últimos anos, inclusive entre pessoas com idades mais avançadas. Instagram, Facebook, Twitter, Tik Tok, Linkedin, Pinterest são acessados diariamente por bilhões de pessoas. Estudos indicam que 3,2 bilhões utilizam pelo menos uma dessas plataformas por dia, totalizando 42% da população mundial. Desse total, 54% utiliza as redes sociais para procurar produtos e realizar compras, número que pode ter aumentado após o começo da pandemia.

O Facebook ainda é a rede social mais utilizada no mundo, com mais de 2 bilhões de usuários mensais. O YouTube, por sua vez, conta com mais de 1,5 bilhão de usuários ativos diariamente. O Instagram também é queridinho no mundo inteiro: possui mais de 1 bilhão de usuários, dos quais 70% acompanha marcas.

Redes Sociais podem ser usadas para vender e atrair

As redes sociais podem ser utilizadas para vendas, mas também para atrair ainda mais interessados em um negócio, ou ainda para engajar o público e educá-lo. No caso das empresas de tecnologia, como os serviços podem ser de difícil compreensão para aqueles que são leigos no assunto é possível criar conteúdo com uma linguagem mais acessível. Com isso, as soluções que um negócio desse setor pode oferecer se tornam mais fáceis de compreender, o que ajuda na aquisição de clientes.

Por mais que exista uma infinidade de Redes Sociais é preciso avaliar com calma cada uma delas para encaixar no cotidiano de seus negócios. Afinal, o Marketing Digital para empresas de tecnologia vai muito além de apenas criar conteúdo para as redes sociais.

Inbound Marketing

O Inbound Marketing é conhecido também como Marketing de Atração. Esta metodologia envolve diversas formas de conteúdo para educar, atrair, engajar e encantar o público-alvo. O Inbound Marketing considera os estágios do Funil de Vendas para que o internauta deixe de seu apenas um visitante para se tornar um cliente. 

As etapas do Funil de Vendas (Visitantes, Leads, Oportunidades e Clientes) são o caminho que as empresas desenham para o prospect percorrer. A técnica de Inbound Marketing utiliza uma série de conteúdos, respeitando o momento que o prospect se encontra na Jornada de Compra.

Conteúdo é o principal no Inbound Marketing

Entre os tipos de conteúdos mais populares estão artigos para blog, e-mail, ebooks, lives, webinars, e até testes e trials de um produto ou serviço. Trata-se de uma metodologia que deve ser considerada para quem deseja implementar o Marketing Digital para empresas de tecnologia.

Em resumo, o protagonista do Inbound Marketing é o Marketing de Conteúdo. A produção de artigos, roteiros, ebooks, entre outros, cumpre a missão de atrair o cliente, educá-lo ou convencê-lo a comprar um produto ou serviço. A linguagem muda de acordo com o objetivo e estágio do funil.


SEO (Search Engine Optimization)

O SEO (Search Engine Optimization) consiste na otimização de sites para melhorar o posicionamento nos resultados orgânicos dos mecanismos de busca, como Google e Bing, por exemplo. Sabe quando você pesquisa um assunto e ele aparece na primeira página do Google? Geralmente, o site que você clica para saber mais está na primeira página, não é mesmo? Existem estratégias na estruturação de páginas ou conteúdos que fazem com que esses sites estejam bem ranqueados.

Um site bem posicionado é confiável, relevante e tem boa estrutura. Por isso, desde a criação das páginas até o conteúdo publicado é preciso a otimização correta, além de conteúdo de qualidade. São utilizadas palavra-chave, URLs personalizadas, meta tags, tags de ênfase, imagens, além da estrutura de links internos e externos de todas as páginas.



Email Marketing

O E-mail Marketing é a técnica que utiliza os e-mails, de forma automatizada, para divulgar produtos, conquistar leads e vender. É uma forma de solidificar o relacionamento com seu público-alvo, uma vez que os usuários utilizam o e-mail para assuntos específicos e geralmente mais sérios. 

Levando em conta como as pessoas fazem uso do e-mail pessoal ou profissional, fazer Marketing Digital por meio dessa ferramenta é excelente para conversões. Contudo, para isso é necessário um conteúdo de qualidade, títulos atrativos e contatos bem segmentados, ou seja, nada de sair disparando e-mail por aí sem uma estratégia definida.


Automação de Marketing

A Automação de Marketing consiste em utilizar ferramentas tecnológicas para tornar as estratégias automáticas e mais efetivas. Alguns exemplos disso são plataformas para gerenciar redes sociais e gerar relatórios, disparar e-mails, captar leads e gerar relatórios completos. A tecnologia oferece dados e permite que as campanhas e ações de marketing alcancem as pessoas certas.

Geralmente a Automação de Marketing é utilizada com base no comportamento do internauta. Neste caso, sua empresa pode gerar uma série de ações automáticas, sem a necessidade de alguém fazer isso manualmente. Vamos aplicar este conceito em um exemplo, que fica mais fácil. 

Coloque seu marketing no automático

Sabe quando você visita um site várias vezes, faz o download de materiais e interage bastante com a marca em questão, e na sequência você recebe determinada oferta por e-mail, SMS ou mesmo WhatsApp? Essa ação possivelmente foi realizada a partir de um processo de Automação de Marketing. A empresa que você está interagindo deve utilizar alguma ferramenta de automação que já possui uma série de condições predefinidas de acordo com o comportamento do consumidor.

Existe uma infinidade de ferramentas em que sua empresa pode criar e organizar fluxos de automação de marketing. Na sequência vamos citar algumas que já tivemos a oportunidade de utilizar e testar, tanto em ações aqui da própria Imagina Digital, como para nossos clientes. Hubspot, RD Station, Leadlovers, Sharp Spring, MailChimp, AgileCRM, Bulldesk dentre inúmeras outras. Aliás, se você estiver com dúvidas de como criar seus fluxos de automação, nós poderemos te ajudar (é só enviar uma mensagem aqui).


Gestão de Anúncios

A gestão de anúncios envolve uma série de atividades, como por exemplo criar estratégias, produzir conteúdo, mensurar resultados de mídia paga, (exemplo: anúncios veiculados no Google, Facebook, Instagram, Linkedin) e muito mais. Existem diversos benefícios ao anunciar em plataformas digitais, como as que acabamos de citar. Entre as principais vantagens estão, o baixo custo para realização de campanhas, a segmentação e capacidade de avaliar resultados com exatidão, a possibilidade de fazer testes A/B, a oportunidade de calcular o custo para atrair um interessado ou mesmo um cliente.

Independente se você atua em uma corporação de médio ou grande porte, ou mesmo como um profissional liberal, investir em anúncios pode fazer total diferença. Este é um dos pontos que alavancar bastante os resultados do Marketing Digital para empresas de tecnologia.


Google Ads

O Google Ads é a plataforma de anúncios do Google que também pode envolver as veiculações no YouTube. Os anúncios podem ser exibidos no topo das páginas de busca do Google, em vídeos ou em banners publicados em sites parceiros.

Quem deseja ser encontrado mais rápido nas buscas do Google, uma vez que o ranqueamento orgânico leva algum tempo, pode investir no Google Ads. Imagine a seguinte situação: alguém pesquisa pelo termo “empresa de tecnologia em São Paulo”. Se a empresa em questão está utilizando os anúncios do Google, possivelmente ela vai aparecer entre os primeiros resultados, aumentando a chance da pessoa clicar no seu site e conhecer seus serviços.

No Youtube, seu anúncio pode aparecer antes ou depois de algum vídeo. Já com relação aos sites, banners, gifs ou imagens estáticas levando para seus serviços, esses são exibidos em páginas parceiras. É possível definir quanto você vai investir, as palavras-chave que deseja utilizar, além de obter uma mensuração detalhada diante de cada anúncio.


Facebook Ads e Instagram Ads

Cada dia mais, o algoritmo do Facebook e Instagram vem diminuindo o alcance das publicações. Alguns levantamentos apontam que o Facebook alcança as publicações orgânicas do Facebook menos de 6% de seus sequidores. Sendo assim, quem deseja conquistar um público maior, precisa anunciar nas plataformas com certa periodicidade. É possível investir quantias pequenas ou grandes, depende da quantidade de pessoas que você deseja alcançar ou do objetivo de determinado anúncio.

Os anúncios no Facebook e Instagram podem ser criados na mesma plataforma, mais conhecida como Gerenciador de Anúncios. Ao utilizar esta ferramenta você pode inclusive utilizar a mesma verba para anunciar ao mesmo tempo no Facebook e no Instagram. Ao criar um anúncio o usuário tem a oportunidade de definir o público por localização, idade, gênero e interesses, além do valor gasto por dia, assim como a duração do anúncio. A mensuração dos resultados é bastante precisa.


Linkedin Ads

O Linkedin Ads é a plataforma de anúncios do Linkedin. A plataforma conta com um painel de gestão em que é possível criar e gerenciar anúncios, definir e cruzar segmentações, fazer testes A/B e criar relatórios.

No momento, o LinkedIn Ads conta com cinco formatos de anúncios, que vão desde os mais simples, as chamadas campanhas self-service, aos mais avançados. O primeiro tipo é o conteúdo patrocinado: pode ser uma publicação já feita anteriormente ou pensada exclusivamente para anunciar. O segundo, o Text Ads, é exibido na coluna lateral direita, durante a navegação no LinkedIn. Possui menos destaque que o conteúdo patrocinado, mas tem um preço mais acessível.

O Linkedin é a rede ideal para atingir empresas

No LinkedIn ainda dá para anunciar por meio de mensagens inbox. Por último, estão o Display Ads e o Dynamic Ads, que não estão disponíveis no gerenciador e são contratados diretamente com a equipe da plataforma.

O LinkedIn é uma rede social profissional. Se você deseja oferecer soluções para empresas, é um excelente caminho para campanhas b2b. Vale lembrar que, por ser uma plataforma com foco no mundo corporativo, é preciso ter bastante atenção ao que vai anunciar. De qualquer forma, ter seu público-alvo e personas bem definidos irá te ajudar a ser mais assertivo na hora de criar anúncios neste canal digital.

Twitter Ads

O Twitter Ads é a forma de anunciar no Twitter. Essa rede social já existe há algum tempo no mercado e tem crescido bastante. O Twitter oferece conteúdos variados, além de notícias sobre entretenimento, política e até humor. Por isso, os usuários desta plataforma apresentam grande variedade de faixa-etária, incluindo desde adolescentes fãs da cultura pop, até pessoas mais experientes que se interessam por noticiários e discussões mais robustas.

No Twitter é possível patrocinar posts e também hashtags, aparecendo para um grande número de pessoas. A capacidade de segmentação é excelente, oportunizando a criação e divulgação de campanhas para nichos muito específicos, o que pode resultar em boas taxas de conversão.



____

Marketing Digital e Tecnologia da Informação

Nos últimos anos, o Marketing Digital e a Tecnologia da Informação estão unidos, aprimorando as formas de criar conteúdo e de anunciar. Nunca na história, a humanidade gerou tantos dados como atualmente. De acordo com a Gartner, 40 trilhões de Gigabytes é a marca que vamos atingir até o final deste ano.  O Big Data, que consiste em armazenar, interpretar e combinar grandes volumes de dados para gerar informação, virou um aliado do marketing.

Com informações altamente precisas, a maneira de anunciar e alcançar pessoas por meio da internet tem sido muito mais efetiva. É o momento em que o Marketing Digital deixa de ser um diferencial e se apresenta como uma ferramenta estratégica tanto para a área de vendas como para a gestão de negócios.

Empresa de tecnologia: explore o Marketing Digital

No caso das empresas de tecnologia, o Marketing Digital já se comprovou como um caminho sólido e eficiente. Seja para tornar os produtos e serviços fáceis de compreender, alcançar o público-alvo e personas ou estabelecer uma presença sólida na internet, esta técnica online funciona. Através de conteúdos e anúncios b2b, é possível ser visto por líderes de empresas que podem se interessar por soluções de tecnologia que a sua marca oferece. 

Vivemos uma situação em que o universo empresarial pode se apropriar do Marketing Digital para otimizar seus resultados. Independente se o objetivo de sua empresa é fortalecer a marca, aumentar as oportunidades comerciais ou potencializar o faturamento, a sua hora chegou. Porém, para aproveitar este momento que a internet nos possibilita é preciso bastante dedicação e parceiros certos. Por isso, caso você tenha dúvidas sobre o universo do Marketing Digital será um prazer poder contribuir para sua jornada de sucesso.

Por Bruno Santiago – Imagina Digital
Entre em contato aqui e comece a obter resultados através do Marketing Digital.

Crédito de foto da capa: Urich Santana (Tem que ter)